Terapias Shiatsu/Anmá/Reiki

Reiki

0DSC00802

DSC01808
Shiatsu e Anmá
DSC00295

“A SAÚDE NÃO É APENAS AUSÊNCIA DE DOENÇA, MAS UMA INTEGRIDADE QUE ENVOLVE O BEM-ESTAR FÍSICO, MENTAL E ESPIRITUAL “.
SADHGURU

A pedidos, estou voltando a aplicar Massagem Shiatsu, Anmá e Reiki que são terapias que antes de mais nada previnem doenças e equilibram nosso corpo. Desenvolvi um método onde consigo conciliar estas três ferramentas de saúde de acordo com a necessidade da pessoa, na maioria das vezes na mesma sessão de massagem juntamente com alongamentos específicos ao final da sessão. Sou Reikiano nível 2, formado em Shiatsu e Anmá há 12 anos.
Para quem não conhece, o Shiatsu é uma massagem terapêutica onde a pessoa fica à vontade com sua própria roupa do corpo (isso serve para o Anmá e o Reiki também) e o terapeuta, através de pressões em pontos específicos dos meridianos dos orgãos (tsubos), consegue diagnosticar através da técnica do pulso, problemas de acúmulo de energia estagnada (ou falta) desobstruindo-os para que a energia consiga fluir, já o Anmá é uma massagem relaxante de origem japonesa que trabalha com “amassamentos” ideal para quem necessita relaxar, sofre de ansiedade e stress. O Reiki é aplicado durante a massagem e um orgonite de formato específico também é usado para limpar energias deletérias escondidas com a ajuda de diversas pedras dentro dele como o cristal de quartzo lemúria, turmalina negra e jaspe vermelha.
Método EXCLUSIVO e SÉRIO, respeitando-se o “ritual”e a maneira de aplicação de cada uma destas 3 terapias.
Venha experimentar,

Instalações: ambiente separado, privado, calmo e relaxante.

Para marcar uma massagem, que dura em torno de 1h, entre em contato por email: rick@ricksgym.com.br e agende seu horário

MUITO OBRIGADO!
SOHAM


Sadhguru (https://www.youtube.com/user/sadhguru

TREINANDO NO SACO PESADO COM OBJETIVO

Texto de Ross Enamait : rossboxing.com

Tradução: Ricardo Ubiratan Saeki
20/02/2017

Se você quiser entrar em forma para andar de bicicleta, suba em sua bicicleta e começar a pedalar. Se você quiser entrar em forma para nadar, pule na água e começar a nadar. Se você quiser entrar em forma para correr, vá para a rua e comece a correr. No entanto, se você quiser entrar em forma para o boxe, por que tantas pessoas falam sobre tudo, menos o boxe? É como se o senso comum saísse pela porta ao discutir a nobre arte.

Com vista para o óbvio

Independentemente de quantas vezes eu digo que o boxe em si é um tremendo exercício, haverá sempre a suposição inerente de que todos os boxeadores já estão lutando boxe. Portanto, para melhorar ainda mais o poder de um lutador ou resistência, o pensamento inicial de muitos é explorar métodos fora colocar as luvas e sair socando.

Como resultado, muitos lutadores e instrutores correm para outras opções sem primeiro olhar maneiras de melhorar a forma como eles treinam com as luvas. Assim, enquanto certos exercícios suplementares que podem ser úteis, muitos boxeadores gastam muito tempo explorando essas opções e não tempo suficiente praticando o esporte real. Isso é um erro. A maioria dos lutadores em desenvolvimento precisa de mais tempo de boxe e menos distrações suplementares.

Exemplo de potência de golpe

É raro que uma semana passe sem que alguém me pergunte como melhorar seu poder de golpe ou resistência. Estas perguntas são frequentemente feitas com esperanças de que eu vou responder com um exercício revolucionário que ninguém já pensou antes. Infelizmente, não existe tal coisa.

Eu acredito firmemente que a melhor maneira de se tornar um pegador melhor é passando mais tempo socando. Digo isto para não sugerir que não existem outros exercícios úteis, mas sim para destacar o fato de que todo o resto é secundário em relação a estar realmente socando

A chave é que você deve socar o saco com objetivo. Bater o saco para construir potencia é diferente de bater o saco para construir resistência. Nenhum round ou exercício no saco deve ser o mesmo. Sua abordagem para bater o saco deve refletir seus objetivos. Se você deseja construir o poder de golpe, você precisa socar o saco com “más intenções”. Em outras palavras, você precisa praticar jogando socos poderosos.

O potencia é melhor desenvolvida quando você está descansado. Não espere até o final de um treino quando você já está cansado. Em vez disso, pode ser útil para executar exercícios de energia breves que são separados de seu trabalho de saco tradicional. Estas exercícios seriam praticados no início de um treino.

Além disso, não assuma que você deve sempre bater o saco em rounds de 3 minutos. Há certamente um tempo e lugar para rounds completas, mas também há benefícios para conjuntos mais curtos, mais explosivos. O poder de treinamento através de conjuntos breves ou blocos de tempo permitirá que você se concentre exclusivamente no poder sem ser comprometido pela fadiga.

Claramente, você também precisará praticar boxe através da fadiga, mas esse trabalho é separado do trabalho que é dedicado exclusivamente ao desenvolvimento de energia.

Pense como um atleta

Se você estava tentando melhorar o seu salto vertical, você não iria pular por 3 minutos de cada vez. Saltar continuamente com menos de esforço máximo não vai melhorar a sua capacidade de salto vertical. O mesmo conceito se aplica ao sprint. Funcionar continuamente por intervalos de 3 minutos não vai melhorar a velocidade de corrida máxima. Isso não é como você constrói velocidade ou poder.

Boxers podem aplicar princípios semelhantes à sua formação. Se você quer se concentrar apenas no poder, pratique o poder de construção com um esforço máximo quando você está descansado. As regras de treinamento não precisam ser reescritas simplesmente porque você é um boxeador.

Pensamentos finais

O saco pesado é uma tremenda ferramenta para construir poder, resistência e para praticar combinações e novas técnicas. Atributos diferentes são melhor desenvolvidos com estilos diferentes no entanto. Não limite seu trabalho do saco a um único exercício.

Como mencionado antes, bater o saco para construir poder é diferente de bater o saco para construir resistência. Há um tempo e um lugar para cada estilo. Há também momentos em que você deve praticar jogando socos poder enquanto boxe o saco para rodadas completas. Em cada caso, você está alvejando habilidades diferentes. Treinamento para melhorar o poder é diferente de treinamento para exibir poder em face da fadiga.

 

Em resumo, não ser tão rápido para tirar as luvas ao tentar melhorar o poder ou resistência. O saco pesado será sempre a melhor ferramenta para construir esses atributos.

Cúrcuma (açafrão-da-terra) – Para que serve, seus benefícios e como consumir

Por Fernanda Mayumi Dietas e Nutrição site treinomestre.com.br

 O Açafrão-da-terra também conhecido como cúrcuma tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, além de fazer bem para o cérebro, coração, contra o câncer e ainda ajuda emagrecer.

Açafrão-da-terra - Cúrcuma

Cúrcuma, o açafrão-da-terra, também popular como gengibre amarelo e açafrão da índia, se caracteriza raiz da família do gengibre. No planeta inteiro existem mais de 100 espécies da família cúrcuma, porém o açafrão consumido é proveniente da Curcuma longa.

E tem sido usado há mais de 4000 anos pelo Oriente Médio e Ásia, em Medicina Ayurvedica, e também em Medicina Tradicional Chinesa, de fitoterápico potente. Tal tempero se sobressai por ação antienvelhecimento e antioxidante, e de acordo com pesquisa da Universidade da Califórnia consegue diminuir o risco da doença de Alzheimer.

A cúrcuma ainda atua protegendo em relação a muitos tipos de câncer e possui ação anti-inflamatória. É necessário ter atenção para não fazer confusão do açafrão-da-terra com açafrão vermelho. O açafrão vermelho tem origem de pistilos de uma flor, e é determinada especiaria de maior preço do planeta, sendo o açafrão-da-terra bem mais acessível.

Propriedades do açafrão-da-terra

A cúrcuma apresenta vários minerais e vitaminas, sendo destaque o potássio, que auxilia para controle da pressão arterial e prevenção de derrames. Ainda se resume fonte da vitamina C, aliada em relação à imunidade, e também vitamina B6, que se caracteriza boa ao cérebro.

O tempero também apresenta ferro, para prevenção de anemias, manganês fundamental ao metabolismo do colesterol e ao crescimento, e cálcio, interessante aos ossos e dentes.

Ainda magnésio, essencial ao metabolismo da glicose. Mais proteína, benéfica aos músculos, a gordura e teor superior da fibra solúvel, para melhorar trânsito intestinal.

Porém, o seu enorme valor está na curcumina, o polifenol de ação antioxidante e anti-inflamatória, que gera a cor amarela forte do açafrão. Trata-se de inúmeros os benefícios de curcumina, em especial pelo próprio efeito anti-inflamatório e antioxidante.

A mesma favorece combater câncer, melanoma, mama, pâncreas, próstata, e reduz risco da leucemia e mieloma múltiplo, e situação das metástases em vários tumores.

Tem função de desintoxicar o fígado, é bom ao coração, auxilia em controlar diabetes, neutralizará radicais livres, diminui inflamação de artrite, possui ação analgésica, antibacteriana e antisséptica.

Atua em metabolismo de gorduras ajudando no emagrecimento, auxilia na acne, psoríase e mais enfermidades da pele, e vai acelerar cicatrização. E ainda faz prevenção da doença de Alzheimer, vai combater depressão e esclerose múltipla. Os efeitos todos têm documentação por vários estudos científicos.

Benefícios nos estudos d0 Açafrão-da-terra

– Ação intensa anti-inflamatória.
A curcumina é determinada o agente mais importante farmacológico em açafrão. Em vários estudos, efeitos anti-inflamatórios da curcumina se caracterizam comparáveis aos de hidrocortisona, fenilbutazona e diclofenaco, remédios anti-inflamatórios relevantes.

De forma contrária a tais medicamentos, que estão ligados aos efeitos colaterais relevantes, composição da úlcera, redução da quantidade de células brancas do sangue, sangramento pelo intestino, a curcumina não faz produção de qualquer toxicidade.

– Função antioxidante.
Estudos clínicos têm feito comprovação que curcumina desempenha efeito antioxidante bastante significativo. Desta maneira, a mesma consegue neutralizar radicais livres, substâncias químicas causadoras de danos para células.

– Aliado contra artrite. Pela ação antioxidante de curcumina, a cúrcuma auxilia para alívio da artrite. Isso por motivo que em tal enfermidade os radicais livres têm responsabilidade por degeneração e inflamação de articulações.

Ao combinar efeito antioxidante e anti-inflamatório do item são diminuídos os sintomas de artrite, sendo exemplo o edema que é inchaço, dor e rigidez matinal.

– Benéfico contra câncer.
A ação antioxidante de curcumina encontrada na cúrcuma é capaz de proteger células contra radicais livres que podem prejudicar DNA celular, cuja modificação ocasiona o desenvolvimento das células cancerígenas.

Tal polifenol ainda auxilia o corpo para destruição de células cancerosas desprendidas, com metástases evitadas. A curcumina também atua ao inibir síntese das proteínas que agem em formar tumor, e vai evitar angiogênese, que se caracteriza composição dos novos vasos sanguíneos para desenvolvimento das células cancerígenas alimentado.

– Interessante ao cérebro.
Os resultados de estudo, com publicação no ano 2014 em revista Stem Cell Research & Therapy, apontam que a cúrcuma pode auxiliar para reparo do cérebro depois de lesão e ainda pode ter uso para tratamento de enfermidades neurodegenerativas.

Para exame dos efeitos do açafrão-da-terra nas células cerebrais, células-tronco foram banhadas por cientistas do cérebro adulto em extrato apresentando turmerona, polifenol presente na cúrcuma. O desenvolvimento das células-tronco apresentou superioridade de 80% em comparação com o controle.

Os pesquisadores de Michigan State University fizeram descoberta que o açafrão-da-terra consegue impedir composição dos compostos destrutivos, as proteínas alfa-sinucleína, que são encontrados no cérebro em enfermidades neurodegenerativas, sendo exemplo Alzheimer e Parkinson.

Curcumina ainda diminui risco de doença de Alzheimer, de acordo com pesquisa da Universidade da Califórnia, Estados Unidos. A mesma atua diminuindo a composição das placas amilóides.

A doença de Alzheimer é decorrente da acumulação da proteína denominada beta-amilóide, que tem depósito em células cerebrais, com produção de inflamação e estresse oxidativo, compondo placas entre células nervosas, os neurônios, pelo cérebro e gerando perturbação ao funcionamento do mesmo.

– Benéfico ao coração.
A curcumina é responsável por evitar oxidação do colesterol no corpo. O colesterol oxidado se resume o que gera dano aos vasos sanguíneos e tem acúmulo nas placas endurecidas que podem acarretar ataque cardíaco ou derrame. Tal ação impedindo oxidação do colesterol pode auxiliar a diminuir progressão de aterosclerose e mais enfermidades cardíacas.

– Atua contra depressão.
Um estudo com publicação em revista Phytotherapy Research fez confirmação por meio do ensaio clínico nos 60 pacientes, que curcumina se caracteriza segura e com eficiência em tratar estados graves da depressão, em comparação com fluoxetina.

A eficácia de curcumina foi parecida ao remédio antidepressivo, porém, a curcumina não possui qualquer dos efeitos colaterais com associação à droga e ainda oferece benefícios extras para vida saudável.

Tais resultados estão em concordância com mais uma pesquisa, com publicação em revista Psychopharmacololy, apontando que curcumina eleva níveis de neurotransmissores, sendo exemplo dopamina e serotonina, os causadores de sentir-se em bem-estar.

– Positivo contra acne.
A cúrcuma tem eficácia em tratar acne por causa das suas propriedades antissépticas e antibacterianas, a mesma vai combater espinhas, controlar oleosidade e oferecer brilho à pele. Para que tal resultado seja obtido, a recomendação é aplicação tópica da cúrcuma, dialogar com o médico acerca da melhor forma de uso.

– Auxilia no emagrecimento.
Um estudo com publicação por Journal of Nutrition apontou a ação do açafrão-da-terra em inibir lipogênese, produção da gordura pelo organismo. O tempero diminuiu o percentual da gordura do corpo, em grupo que consumiu o condimento. A dose utilizada em estudo se resumiu a 5 gramas diárias, o mesmo que uma colher de chá rasa.

Mais estudos apontam que a ação anti-inflamatória de curcumina se caracteriza um dos mecanismos que auxiliam no emagrecimento. Uma pesquisa com publicação em European Journal of Nutrition faz sugestão que curcumina pode ter utilidade em tratar e prevenir enfermidades crônicas associadas com obesidade.

Já que a curcumina faz interação em muitos caminhos metabólicos responsáveis por reversão da resistência para insulina em pré-diabetes, ainda hiperlipidemia no colesterol elevado, hiperglicemia em açúcar elevado pelo sangue, e mais sintomas inflamatórios relacionados com obesidade.

Quantidade recomendada para consumo

Na situação de adquirir a raiz completa, usar 1 ou 2 rodelas para o dia. No caso da ingestão do açafrão em pó, o recomendado se resume a 1 colher de chá, em torno de 5 gramas, todos os dias se haver, determinado problema de saúde.

Os indivíduos saudáveis podem utilizar a quantidade que determinarem de maior conveniência, o essencial é a regularidade, que a cúrcuma integra a rotina alimentar.

Ao adquirir a raiz inteira, o indicado é uso de rodelas em suco, chás, em preparação de mais pratos, ou ralado sobre a salada. Utilizar o tempero de açafrão em pó como desejar nos pães, bolos, sopas, omeletes, biscoitos, tapiocas, aves, cozidos e carnes, arroz, feijão, ervilha, legumes, entre outros.

O tipo em pó ainda pode ser aplicado nos sucos. Por se tratar de um pó, não é interessante ingerir o açafrão a seco, como em polvilho na salada, como exemplo. Já que existe maior risco de engasgar.

O mesmo pode ter mistura em qualquer espécie de líquido, sendo exemplo em preparo de alimentos ou em produção dos molhos à salada. É interessante fazer mistura com óleo de coco, maionese, azeite, manteiga, iogurte, leite, entre outros.

Uma dica é fazer combinação da cúrcuma com pimenta do reino para aumento da biodisponibilidade, a absorção. A pimenta do reino se caracteriza rica no flavonóide denominado piperina, que eleva absorção de mais nutrientes.

O curry é produzido usando cúrcuma e pimenta, e ainda pode ser integrado na rotina. O ideal é comprar cúrcuma nas lojas de produtos naturais e ao adquirir, verificar a validade. Já que quanto mais frescor, mais rico nos polifenóis será.

O açafrão-da-terra tem indicação a todos os indivíduos, sendo restrito somente em situações raras de alergias a tal tempero. Não existem efeitos colaterais na ingestão de cúrcuma e ainda os problemas não tiveram descoberta em ingestão em excesso de tempero.

Cúrcuma presente na Culinária

A raiz de turmérico se resume ao alimento muito energético. O vegetal se caracteriza aromático e tem gosto picante, como o próprio primo gengibre. Pelo sul da Índia, a raiz tem consumo em modo cru. Por causa da presença do pigmento curcumina, a raiz mostra superfície de alaranjada intensa ao cortar.

Por esta razão, é bastante usada de corante alimentício natural nas bebidas, macarrões, mostarda, laticínios, entre outros. Mesmo que o condimento seja bastante usado para coloração de pratos, é importante lembrar que o mesmo tem gosto amargo e picante.

As folhas do vegetal são determinadas aromáticas, e com possibilidade para uso na culinária. As mesmas podem ser aplicadas para aroma de receitas com o próprio cheiro parecido ao da manga verde e ainda servir para embrulhar pratos, de exemplo bolinhos de arroz e peixes assados.

A HORA E O LUGAR CERTO PARA UM SPARRING MAIS INTENSO

A HORA E O LUGAR CERTO PARA UM SPARRING MAIS INTENSO

Texto de Ross Enamait (rossboxing.com)
Tradução: Ricardo Ubiratan Saeki – 02/01/2017

Falando como um treinador de boxe, eu sempre acreditei em honestidade ao descrever a natureza do esporte. Ele não beneficia ninguém para ignorar os riscos que cada lutador enfrenta ao entrar no ringue. Como eu disse antes, o boxe não é para todos. É um esporte difícil que pode ser brutal, perigoso e até potencialmente fatal. Com isso em mente, é importante que um boxeador trabalhe com um treinador que não está apenas lá para ensinar, mas também para vigiar a segurança do lutador. E isso não significa apenas escolher as lutas direito. Os bons instrutores igualmente prestam atenção em seus lutadores para assegurar-se de que não deixem seu melhor trabalho (e saúde) na academia.

Intensidade de Sparring

Considerando os riscos inerentes ao esporte, não é surpreendente que eu receba tantas perguntas sobre sparring. Por exemplo, é raro que uma semana passe sem que alguém peça minha opinião sobre a intensidade de sparring. Em outras palavras, o quão duro deve boxear um boxeador? Eles deveriam dar socos como se estivessem em um combate real, ou as sessões de sparring deveriam ser mais controladas?

Infelizmente, não há uma resposta simples ou única a essas perguntas. Vários fatores devem ser considerados para determinar a intensidade de sparring ideal para um boxeador. O que faz sentido para um iniciante é muitas vezes completamente diferente do que faz sentido para o profissional experiente que está se preparando para lutar.

Considere o indivíduo

Uma das chaves para determinar a intensidade de sparring é reconhecer primeiro que o boxe é um esporte individual. Nenhum boxeador é igual então as decisões devem ser feitas levando em consideração a singularidade de cada indivíduo. Por exemplo, um novato para o esporte não tem a habilidade ou confiança para se proteger de socos que são lançados com más intenções.

Portanto, o iniciante deve fazer sparring a um ritmo controlado para que ele seja capaz de aprender sem tomar um castigo desnecessário. Muitas vezes isso significa colocar o iniciante com um boxeador mais experiente que sabe como trabalhar sob controle. O boxeador mais experiente pode praticar defesa, enquanto ocasionalmente mantem o iniciante levando golpes mais leves e honestos.

Por outro lado, se você colocar dois novatos no ringue juntos, não é incomum para a guerra sair, logo que o primeiro soco legítimo entra. Iniciantes geralmente não têm a habilidade e a compostura que são necessárias para trabalhar sob controle. Uma vez que eles são atingidos com um golpe limpo, o instinto toma conta e eles começam a socar tudo com imprudência. Esse trabalho não beneficia ninguém e é uma maneira fácil de acabar com a confiança de um iniciante.

Boxeadores experientes

Naturalmente, enquanto um boxeador vai ganhando experiência, ele acabará por precisar aumentar sua intensidade de sparring. Isso se torna cada vez mais verdadeiro como o boxeador continuando a lutar em um nível superior.

O lendário Cus D’Amato era obviamente um fã de sparring duro. Isso não significa que os profissionais devem espantar sparing duro o tempo todo, mas certamente há uma necessidade quando se prepara para uma próxima luta. É praticamente impossível entrar em verdadeira “forma de luta” sem sparring duro. Sparring não é apenas uma atividade de construção de habilidades. É também crítico ao condicionamento de um pugilista. O boxeador deve condicionar-se a lutar duro cada rodada. Não há melhor maneira de realizar esse objetivo do que através de sparring. Todo o trabalho de saco e corrida no mundo não vai tomar o lugar do bom e velho sparring.

Pensamentos finais

Enquanto sparring duro é certamente importante às vezes, ele não vem sem riscos. Assim, um bom treinador terá sempre que manter um olhar atento sobre o seu boxeador para garantir que ele não está tomando muitos socos. Trabalho inteligente no ginásio é tão importante quanto o trabalho duro. Não há nada macho em apanhar.

Nenhum lutador quer ser lembrado por uma guerra no ginásio. O trabalho que acontece no ginásio só é útil se ele ajudar o lutador a executar um nível de boxe mais elevado. Infelizmente, há sempre uma linha tênue entre muito e não o suficiente, o que mais uma vez destaca a importância de trabalhar com um treinador experiente. É o treinador que deve decidir quem, quando e quão duro o lutador vai fazer um sparring. Se um boxeador não pode confiar na orientação de seu treinador, ele está no esporte errado ou precisa encontrar um novo treinador.

TREINO DE REAÇÃO COM BOLA DE TÊNIS E ELÁSTICO

Neste vídeo mostro como montar um aparelho para treino de golpe de vista, pontaria, movimentação, reflexo e tempo de reação. Pode se treinar como aquecimento ou até mesmo incorporá-lo na sua rotina de treino. Alguns boxeadores profissionais usam este treino e vc pode achar os vídeos no Youtube, como Kostya Tszyu e Vasyl Lomachenko. Quanto às aplicações, este treino pode ser uma adição do divertimento a seu arsenal do treinamento. Além dos benefícios de coordenação mão-olho, também é útil que este treino não será extenuante para o corpo. Você pode facilmente incluir algum treinamento de reação com esta ferramenta sem desvirtuar seus objetivos de treinamento primário.
Ricardo Ubiratan Saeki
28/12/2016

HABILIDADES COM 2 BOLAS PARA MELHORAR A COORDENAÇÃO MÃO – OLHO E GOLPE DE VISTA

Escrito por Ross Enamait
Post original em inglês: http://rosstraining.com/blog/2016/10/24/skills-to-improve-hand-eye/
24 de outubro de 2016

Tradução de Ricardo Ubiratan Saeki
09 de Dezembro de 2016

HABILIDADES COM 2 BOLAS PARA MELHORAR A COORDENAÇÃO MÃO – OLHO E GOLPE DE VISTA

Se você está familiarizado com este blog, você provavelmente me viu discutir a importância da coordenação mão-olho. Como eu disse antes, há muito mais para treinar do que força e condicionamento. Você vai ter dificuldade de encontrar muitos atletas que não se beneficiariam de uma melhor coordenação.

Com isso em mente, eu sou um grande crente na prática de atividades simples, como malabarismo. Na verdade, eu já escrevi vários artigos sobre o assunto. Uma coisa que eu não mencionei ainda é como o malabarismo não precisa envolver três ou mais objetos.

Para começar, vale a pena notar que estou longe de ser um malabarista especialista. Sou apenas um treinador que acredita que o malabarismo é benéfico para os seus atletas. Malabarismo não é útil apenas para a coordenação mão-olho, mas também para o cérebro. Eu recomendo a todos.

Se você tentou fazer malabarismos antes e lutou com três padrões de bola, é útil começar com duas bolas.

Naturalmente, estes padrões de malabarismo devem ser praticados com cada mão. Não se surpreenda se o seu lado não-dominante encontre dificuldade inicialmente. Com a prática regular, porém, você pode fazer melhorias consideráveis com apenas alguns minutos a cada dia.

Quando praticar

Até onde é o melhor momento para treinar a coordenação mão-olho, novas habilidades devem ser praticadas quando você está descansado. Por exemplo, você poderia incluir malabarismo como parte de seu warm-up. E uma vez que você se torna proficiente com uma habilidade particular, também pode ser útil para praticar enquanto cansado (como discutido aqui).

 

Outra opção útil que eu tive sucesso é praticar malabarismo por alguns minutos no início de cada dia. Fazer isso tem provado ser uma ótima maneira de começar disparando logo cedo o meu cérebro. Malabarismo essencialmente força-me a ser mentalmente afiado e consciente. Mesmo por um segundo de falta de concentração irá fazer com que as bolas caiam.

Conclusões finais

Tenho certeza que há alguns leitores do blog que estão cansados de me ver escrever sobre a coordenação olho-mão. Infelizmente, é apenas um daqueles tópicos que não recebe atenção suficiente. Assim, embora não seja minha intenção discutir continuamente o mesmo tópico, acredito que ainda há muitos atletas que poderiam se beneficiar se concentrando mais tempo na coordenação mão-olho.

E como eu disse antes, outro benefício destes exercícios é que eles que não são fisicamente exigentes. Você pode praticar habilidades como malabarismo todos os dias sem dificultar sua recuperação. Tudo o que é preciso é de alguns minutos de prática dedicada a cada dia. Qualquer atleta sério que não consegue encontrar tempo não está procurando o suficiente.

EXERCÍCIOS COMO TRATAMENTO PARA DEPRESSÃO

Escrito por
Ross Enamait

5 de abril de 2016

http://rosstraining.com/blog/2016/04/05/exercise-as-a-treatment-for-depression/

Tradução de Ricardo Ubiratan Saeki – 05/Dezembro/2016

dsc04956
Ricardo Ubiratan Saeki treinando Core na PowerBall

Exercício para a saúde mental

Eu tenho falado por muito tempo que os benefícios do exercício estendem distante além de toda a meta ou realização física. Como eu disse antes, eu nunca estou mais do que um treino fora de um humor melhor. Não importa o quão ruim que foi o dia que eu tive, um treino rápido sempre me deixa de volta na pista. Dentro de minutos eu percebo me sentindo melhor (fisicamente e mentalmente).

Para nenhuma surpresa, eu não sou o único em reconhecer os benefícios mentais do exercício. Qualquer pessoa que tenha passado algum tempo treinando poderia dizer-lhe a mesma coisa. A conexão entre o corpo e a mente é impossível de negar. A pesquisa nova sugere mesmo que o exercício pode ser um tratamento eficaz para a depressão (veja abaixo).

Exercício como um tratamento para a depressão – Resumo

Exercício e Depressão

Para começar, vale a pena notar que eu não sou um médico e não estou deprimido. Com isso dito, não é preciso um cientista de foguetes para reconhecer que a depressão é um problema sério no mundo de hoje. Eu arriscaria adivinhar que todos nós conhecemos alguém que foi clinicamente diagnosticado com depressão. Portanto, é ótimo ver o exercício recebendo atenção como um possível tratamento.

Conforme citado no resumo acima:

“Nossos dados apoiam fortemente a alegação de que o exercício é um tratamento baseado na evidência para a depressão.”

Como esperado

Ao examinar novas pesquisas, eu sempre me esforço para rever o material com uma mente aberta. A opinião pessoal não é relevante para a pesquisa baseada em evidências, então é melhor deixá-la fora da equação. Em outras palavras, em vez de tirar conclusões precipitadas, deixo que as evidências falem por si mesmas. Afinal, a evidência é a única conclusão que importa.

No entanto, o lado humano de mim vai ocasionalmente ler um estudo com a esperança de provar o que eu sempre pensei que é verdade. Esse foi o caso, como eu li o texto completo sobre os efeitos do exercício sobre a depressão. A conclusão é exatamente o que eu esperava que fosse.

Pensando em meus mais de 20 anos de treinamento, o exercício me ajudou em alguns momentos difíceis. Eu sempre vi exercícios rápidos como minha própria forma de terapia. É inevitável que cada sessão termine comigo se tornando uma versão melhor de mim mesmo. Mesmo se é apenas uma ligeira mudança de humor, a diferença é inegável. Eu sempre saio me sentindo melhor do que quando eu comecei.

Pensamentos finais

Enquanto meu próprio humor balança pálido em comparação com a depressão clínica, estou feliz em ver que a ciência suporta o que muitos de nós sempre pensamos ser verdade. Exercício, sem dúvida, fornece inúmeros benefícios físicos e mentais. E, felizmente, você não precisa sofrer de depressão para experimentar esses benefícios.

Falando por mim, muitas vezes eu brinco que o mundo é um lugar melhor quando estou treinando. Meu humor melhora, acho pensamentos mais claros, e eu sou uma pessoa melhor para estar ao redor. Talvez o mundo é realmente um lugar melhor quando todo mundo está se exercitando no entanto. A pesquisa parece estar apontando nessa direção.

E enquanto isso pode soar como maluquice para alguém que nunca treinou, tenho certeza que faz todo o sentido para aqueles que tem praticado exercícios por aí por um bom tempo.

USANDO O MALABARISMO PARA MELHORAR O DESEMPENHO EM LUTA

Usando o Malabarismo Para Um Melhor Desempenho

Por Ross Enamait – Publicado em 2007
http://rosstraining.com/blog/juggle-your-way-to-improved-performance/
Tradução de Ricardo Ubiratan Saeki – Dezembro/2016

3-cascada

Em um artigo passado, eu discuti como uma corda de pular barata poderia ser usada para melhorar qualidades atléticas como coordenação, agilidade, rapidez e resistência. Ao contrário do que muitos gurus da Internet podem sugerir, essas habilidades podem ser reforçadas com nada mais do que uma corda de 5 dólares. Neste artigo, discutirei outra técnica de baixa tecnologia e barata que aumentará qualidades como coordenação golpe de vista, ambidexteridade, visão periférica, percepção de profundidade, tempo de reação visual e equilíbrio neuromuscular.

 

Pode parecer muito bom para ser verdade, mas você pode executar este exercício em qualquer lugar, com nada mais do que algumas bolas de tênis. Você pode praticar, desde que você queira, sem risco de overtraining ou dores musculares.

 

Então, qual é o exercício secreto que foi escondida para as massas?

 

Malabarismo!

Isso aí … malabarismo três ou quatro bolas de tênis é uma adição ideal para o plano semanal de qualquer atleta. À primeira vista, você pode pensar que estou brincando. Ensinar um grupo de atletas a fazer malabarismos pode parecer ridículo, mas na verdade é algo que eu recomendo. Assim, muitos atletas procuram alto e baixo para aconselhamento de treinamento, mas muitas vezes ignoram o óbvio. Todo mundo quer se tornar mais forte, mais rápido e mais poderoso, mas o que é bom essas qualidades se você não tem a coordenação para usá-los?

 

Tome um momento para rever o seu plano de treinamento semanal. Quanto tempo você gasta trabalhando para melhorar qualidades como coordenação mão-olho, visão periférica e tempo de reação visual?

 

Muitos atletas vão responder a esta pergunta com um ovo de ganso grande.

 

Eles não passam algum tempo trabalhando para melhorar esses atributos. Eles estão trabalhando para se tornar mais fortes ou trabalhar para melhorar a resistência. Claramente, a força e a resistência são importantes, mas nada pode substituir a necessidade de coordenação.

 

E além dos benefícios atléticos, malabarismo também irá melhorar o seu cérebro. Em uma experiência recente (2004), a Universidade de Regensburg neurologista Arne Maio e seus colegas descobriram que malabarismo pode aumentar a matéria cinzenta dentro do cérebro.

Conforme citado no relatório:

 

“O grupo malabarista demonstrou uma significativa expansão transitória bilateral na matéria cinzenta na região do meio-temporal e no sulco intraparietal posterior esquerdo”.

 

Os pesquisadores concluíram o seguinte:

 

“Essa descoberta de uma alteração dependente do estímulo na estrutura macroscópica do cérebro contradiz a visão tradicionalmente sustentada de que a plasticidade cortical está associada a mudanças funcionais e não anatômicas”.

 

Em termos leigos, a plasticidade é a capacidade do cérebro de se remodelar (isto é, de reorganizar os caminhos neurais com base em novas experiências).

 

Não foi há muito tempo que os cientistas estavam convencidos de que o cérebro era deteriorado cedo na vida. Deterioração do cérebro foi visto como inevitável ao longo do tempo. A capacidade de reconstruir e / ou melhorar o cérebro foi considerada impossível. Felizmente, a pesquisa moderna sugere o contrário.

 

Como citado dentro de uma edição passada de The Journal of Active Aging:

 

“Os cientistas agora sabem que o cérebro permanece plástico (ou maleável) ao longo da vida. Em qualquer idade, o cérebro tem a capacidade de rever sua maquinaria de processamento – para melhor ou pior – em resposta a estímulos e atividades. Assim como o cérebro pode se deteriorar, ele também pode crescer. A matéria cinzenta pode engrossar, os troncos podem realinhar e as conexões neurais podem ser forjadas e refinadas, revitalizando as habilidades cognitivas “.

 

Malabarismo é uma das muitas maneiras de revitalizar o cérebro. Uma razão para este fenômeno é que o malabarismo leva você para fora de sua zona de conforto. A maioria de nós não somos malabaristas. A pessoa média não pode manipular sua carga de trabalho diária, não importa três ou quatro bolas.

 

Quando você é desafiado com uma nova tarefa, você deve se concentrar e permanecer relaxado para desenvolver com sucesso a habilidade. A concentração e o esforço necessários para desenvolver a nova habilidade é claramente benéfica para o cérebro.

Permaneça Consistente

Não há nada mágico sobre malabarismo, mas esta atividade simples levará a melhorias consideráveis se você permanecer coerente com seus esforços. Existem inúmeras variações de malabarismo, variando de fácil a extremamente avançado. Você não precisa ser um artista de circo para se beneficiar do malabarismo.

 

Comece com o básico, e gradualmente se esforçe para melhorar, como você desafiar-se com padrões mais avançados e truques. Quando começar pela primeira vez, limite a sua prática de malabarismo a apenas alguns minutos. É importante estar com o corpo fresco e alerta ao dominar uma nova habilidade. Com apenas 5 minutos de malabarismo por dia, você vai marcar mais de 30 horas de malabarismo em um ano. Um investimento de cinco ou dez minutos cada dia não é pedir muito.

 

Benefícios adicionais

Além dos dados científicos apresentados até agora, existem obviamente outros benefícios para o malabarismo. Pense nisso…

 

Para conciliar com êxito, você deve permanecer relaxado, como você visualmente rastrear objetos no espaço e, em seguida, reagir fisicamente ao estímulo constante (móvel). Se você está tenso, você nunca terá sucesso em malabarismo. A capacidade de permanecer relaxado é vital para qualquer atleta, particularmente um atleta de combate.

 

Pense em si mesmo em um sparring por exemplo. Se você estiver tenso, você sempre lutará com a defesa. Um lutador tenso será tão evasivo quanto um caracol. Considere todos os mestres defensivos de todos os tempos, como o grande Willie Pep, ou mais recentemente Pernell Whitaker. Estes homens podiam estar diretamente na frente de seus oponentes e evitar golpes entrando como um mágico. Uma razão para o seu sucesso foi a sua capacidade de funcionar em um estado relaxado. Esses indivíduos também tiveram tremendas reações, coordenação mão-olho, visão periférica, etc. (atributos que podem ser aprimorados com malabarismos).

 

Claramente, malabarismo não vai transformá-lo em Willie Pep próximo, mas pode melhorar muitas das qualidades físicas e mentais que são necessários para se tornar um lutador indescritível. Você deve permanecer relaxado enquanto você reage a objetos que se movem para cima e para baixo, e em cada lado de você.

 

Agora, pense em um adversário que está jogando chutes e socos em sua direção. Você deve ver esses golpes de entrada e, em seguida, reagir em conformidade. Qualquer exercício que melhore essa habilidade é digno do seu tempo.

Resumo e Leitura Adicional

Em resumo, o malabarismo oferece benefícios físicos e mentais.

 

– Barato (qualquer bola vai funcionar)

– Conveniente (você pode fazer malabarismos em qualquer lugar)

– Relaxante

– Eficaz (benefícios físicos e mentais)

– Não fisicamente estressante (fazer malabarismos quantas vezes quiser)

Se o malabarismo é novo para você, uma pesquisa rápida oferecerá mais informações do que você pode digerir em uma sessão. Existem inúmeros tutoriais flutuando na web. Eu recomendo começar com uma cascata básica de três bolas (a forma mais comum de malabarismo). Não se limite a esta variação no entanto. Como com qualquer tipo de treinamento, você deve progredir para variações mais difíceis.

Este tutorial me ensinou de forma simples a conseguir fazer o “jiggling” com 3 bolas:

 Malabarismo com 3 bolinhas – aprenda agora! – How to juggle 3 balls

 

Bom malabarismo!